quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Violência no Bairro

O trabalho sobre violência no bairro procurou discutir a temática de formas variadas. O grupo inciou a apresentação pontuando que o conceito violência assume formas e práticas diferentes. Com essa definição observamos que a violência atinge níveis morais, físicos, verbais e geográficos. 
Os slides apresentados abaixo pontuam a Zona Oeste como um bairro residêncial. Em função desta caracteristica, a violência apresenta-se de forma reduzida em relação a Zona Sul, que é uma área de caracteristica turística. A ação das milicias dificulta o tráfico nas comunidades,instituindo outra forma de controle social, o que também indiretamente diminui os assaltos aos individuos nas ruas.
Em nosso debate observamos que embora os índices roubo, furtos e assaltos a mão armada sejam pequenos, o que mais tem incomodado o morardor da Zona Oeste é a violência moral e geográfica. Com a expansão urbana, os matas, árvores e florestas tem sido derrubadas para a construção de terra, e o bairro tem perdido o que possui de mais bonito: o aspecto de cidade do interior. Além disso, o crescimento da população ampliou a violência no trânsito e moralmente somos violentados pela falta de investimentos da prefeitura. Neste sentido, não temos nada a comemorar!


Assista a encenação do grupo no vídeo abaixo. São cenas que tentam criar uma atmosfera real. Toda ação foi filmada pelo celular como se um transuente estivesse passando no momento da açaõ, por isso não reparem nas condições da filmagem!

video

Trabalho do grupo:
João Henrique, Matheus Rodrigues, Pedro Tambelini, João Vitor

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

ÁREAS DE LAZER

Um assunto importante e essencial para a sociabilidade das crianças e bem-estar de todos são as áreas de lazer.
Na Zona Oeste o planejamento urbano realizado não determinou a integração das áreas públicas. Parques, lagoas, praias e reservas ambientais são áreas afastadas e de dificil acesso, pois todas só conseguem ser alcançadas de carro ou transportes públicos lotados. A ciclovia não funciona bem, pois na área compartilhada não é respeitada pelos motoristas, e atualmente esta abandonada.
Debatemos em aula que as áreas de lazer de Jacarepaguá ficaram restritas a pracinhas abandonas, condominios e shopping. As crianças não conseguem mais brincar nas ruas com segurança devido ao trânsito de carros. O único ponto positivo do bairro é o Bosque da Freguesia, que está em boas condições e para os moradores do bairro, ainda é uma alternativa para levar as crianças para brincar, realizar atividades físicas e ficar em contato com a natureza, visto que muitas árvores estão sendo desmatadas para construção de condomínios.
Concluímos em nosso debate que o ponto positivo do nosso bairro é o lazer em áreas públicas, mas para tal precisamos da atenção da prefeitura! Assista nosso debate e confira a opinião destes críticos mirins.
video